Akwavita - O Espaço da Saúde Integral
Pesquisar no site:  Pesquisar 
Acesse a página inicial da Akwavita  Fale Conosco - O seu canal de comunicação com a Akwavita  Mapa do Site
Produtos  Voltar
  Bijouterias e Acessórios Energéticos e Normais    Bijouterias Energéticas    Colares, Cordões, Gargantilhas  
Gargantilha Mão Chamsa Prateada - N.Tempo (84-031)
Gargantilha Mão Chamsa Prateada - N.Tempo (84-031)
À vista (cartão de crédito, boleto ou transferência eletrônica): R$ 20,00
Depósito Bancário - 10% de desconto: R$ 18,00
Réplicas da mão de fátima,  são às vezes levadas em procissão pelos muçulmanos xiitas. Os cincos dedos representam Maomé (PBUH), Fátima, seu marido, Ali, e seus dois filhos.

A mão de Fátima não é só um amuleto muçulmano, ela também é usada pelos Judeus especialmente os sefarditas. Os judeus a chama de  hamsa e também  de mão de Miriam. Miriam, no caso, foi a irmã de Moisés e Aarão. O símbolo também é associado ao Torá, que é composto de cinco livros.

Existem evidências arqueológicas do uso da hamsa como um escudo contra o mau-olhado já antes do Judaísmo e do Islão. Há indícios de que a hamsa seria um símbolo fenício, associado a Tanit, deusa-chefe de Cartago cuja mão ou vulva afastava o mal.

Posteriormente, o símbolo foi adotado pela cultura árabe, que o passou para os judeus. A hamsa também aparece no Budismo; é chamada de Abhaya Mudra e possui conotação semelhante à descrita, significando a dissipação do medo.

Atualmente, defensores da paz no Oriente Médio têm usado a hamsa. O símbolo lembraria as raízes comuns do judaísmo e do islamismo. Nesse caso, não seria mais um talismã contra o mau-olhado, mas um símbolo de esperança de paz na conturbada região.

Dúvida sobre este produto? Clique aqui para solicitar mais informações.

 
©2018 Net4all
Todos os direitos reservados