Akwavita - O Espaço da Saúde Integral
Pesquisar no site:  Pesquisar 
Acesse a página inicial da Akwavita  Fale Conosco - O seu canal de comunicação com a Akwavita  Mapa do Site
Terapias Naturais  Voltar
Artigos sobre Estética Facial
  Marque aqui sua consulta
   Maiores informações

  Estética Corporal e Facial    Artigos sobre Estética Facial  

Acne, sequelas e Cravos - Conheça um pouco sobre

Acne, sequelas e Cravos

É uma afecção que atinge o conjunto pilossebáceo (pêlo e glândula sebácea).
  • Ø       As lesões surgem na puberdade e acometem ambos os sexos, tendo um maior pico de incidência dos 14 aos 17 anos nas mulheres, e dos 16 aos 19 anos nos homens.
  • Ø       Caracteriza-se por comedões (cravos), pápulas, pústulas e nas formas mais graves, por abscessos, cistos e cicatrizes em graus variáveis.
  • Ø       Atinge principalmente as seguintes áreas do corpo: face, região anterior e posterior do tórax. Estas partes do corpo são áreas ricas em glândulas sebáceas.  
Acne e Problemas Emocionais
  • Deve-se deixar claro que acne não é uma doença psicossomática (doença que se manifesta a partir de causa emocional ou psicológica).
  • Acne pode ser descrita como uma doença multifatorial (muitos fatores diferentes envolvidos simultaneamente), cujas gravidades podem desencadear distúrbios psicológicos secundários (complexo de inferioridade, timidez, depressão, entre outros). A acne frequentemente piora quando o estresse emocional é intenso, onde a ansiedade e a angústia podem agravar o quadro, e contribuir para resistência ao tratamento. Sendo assim, devemos tratar e levar em consideração a pessoa como um todo e não somente as lesões. Episódios depressivos podem mostrar a severidade do comprometimento psicológico dos pacientes.
  • Na puberdade, a acne aparece num momento muito delicado, no qual importantes transformações psicológicas e físicas estão ocorrendo.
  • A acne, nas formas mais graves, é uma doença deformante e suas vítimas são frequentemente discriminadas e isoladas pelos seus próprios colegas, o que pode gerar perda da confiança e da autoestima e isolamento social ou timidez extrema.
  • Por isto, é sempre importante, o médico discutir sobre os sentimentos dos pacientes, perguntando aspectos relacionados com interações sociais, comportamento sexual, desempenho na escola ou trabalho, dietas, uso de drogas, entre outros. É também comum esclarecer que a acne não é uma doença contagiosa.
  • Quando a confiança e o respeito estiverem estabelecidos, os pacientes ansiosos mostram-se mais dispostos a seguirem um esquema terapêutico e a acreditar no benefício que este esquema poderá trazê-lo.
  • Há uma orientação para um profissional competente (médico, psicólogo, psicanalista, etc) para que os fatores emocionais, que contribuem para o agravamento da acne, sejam adequadamente tratados.
Mito x Realidade  

Mito
Realidade
Chocolate e outros alimentos provocam espinhas.
Algumas pessoas associam a ingestão de determinados alimentos com o aparecimento de acne. Entretanto, não existe comprovação científica para isso. Porém dentro da linha da Medicina chinesa tem tudo a ver.
Lavar o rosto várias vezes ao dia ajuda a evitar a acne.
Lavar o rosto várias vezes NÃO ajuda a evitar. Isso pode inclusive provocar aumento da oleosidade da pele (efeito rebote).
Acne é contagiosa.
Apesar de ser uma infecção, a acne não é contagiosa.
Cravos pretos são "sujos".
O escurecimento é provocado pela oxidação, não por sujeira.
Espremer as espinhas ajuda a eliminar a inflamação.
Espremer é errado, porque ajuda a disseminar a inflamação e pode provocar cicatrizes por lesar a pele.
Anticoncepcional piora a acne.
Dependendo do anticoncepcional, pode haver melhora do quadro.
Masturbação causa acne.
Não existe nenhuma relação entre masturbação e acne.
Menstruação causa acne.
Pela influência dos hormônios, pode haver uma piora da acne nos dias anteriores à menstruação.
O sol piora / melhora a acne.
Apesar de ter algum efeito cicatrizante, o sol pode provocar aumento da produção de sebo, além de ser a principal causa de envelhecimento e câncer de pele.
Cicatrizes de acne não têm cura.
Existem recursos para tratamento de cicatrizes. Esses procedimentos devem ser realizados por um médico dermatologista experiente, e algumas vezes são necessárias várias etapas de tratamento para um resultado satisfatório
Por que cuidar?
  • Porque cuidando de forma certa, o seu médico poderá evitar ou diminuir muito as cicatrizes ou marcas resultantes da acne.
Aspectos psicossociais da acne.
  • A repercussão emocional da evolução da acne nos jovens ainda é controversa.
  • Deve-se deixar claro que acne não é uma doença psicossomática (doença que se manifesta a partir de causa emocional ou psicológica).
  • Acne pode ser descrita como uma doença multifatorial (muitos fatores diferentes envolvidos simultaneamente), cujas gravidades podem desencadear distúrbios psicológicos secundários (complexo de inferioridade, timidez, depressão, entre outros). A acne frequentemente piora quando o estresse emocional é intenso e a ansiedade e a angústia podem agravar o quadro, e contribuir para resistência ao tratamento. Sendo assim, devemos tratar e levar em consideração a pessoa como um todo e não somente as lesões. Episódios depressivos podem mostrar a severidade do comprometimento psicológico dos pacientes.
  • A acne, nas formas mais graves, é uma doença deformante e suas vítimas são frequentemente discriminadas e isoladas pelos seus próprios colegas, o que pode gerar perda da confiança e da autoestima e isolamento social ou timidez extrema.
  • Quando a confiança e o respeito estiverem estabelecidos, os pacientes ansiosos mostram-se mais aptos a seguir um esquema terapêutico (conjunto de recomendações de tratamento) e a acreditar no benefício que este esquema poderá trazê-lo.
  • Os fatores emocionais que contribuem para o agravamento da acne são frequentemente abordados de forma determinada pelo médico, evitando-se conotações errôneas sobre severidade do quadro clínico ou pessimismo. Em pessoas que se encontram emocionalmente abaladas, pode-se prescrever medicamentos que reduzem a ansiedade ou depressão (ansiolíticos ou antidepressivos).

Involução espontânea da acne e provável explicação

  • Uma das importantes constatações é que a acne desaparece espontaneamente após a adolescência na maioria das pessoas.
  • Em pessoas normais, estudos histológicos mostram que o tamanho dos folículos pilossebáceos aumenta progressivamente durante a adolescência e de fato, tende a continuar aumentando na fase adulta. Esta ampliação não se limita somente às glândulas, pois também a derme se espessa e aumenta a unidade pilossebácea. Pelos terminais tornam-se maiores e mais grossos.
  • Nos jovens, o folículo não apresenta uma barreira de camada córnea efetiva, e portanto as substâncias localizadas no interior do canal podem facilmente sair através do epitélio.
  • Uma teoria sobre a involução espontânea (formação de uma camada córnea):
  • Nos adultos, o infundíbulo é revestido por uma camada córnea firme. Esta camada pode funcionar como uma barreira efetiva e proteger a pele das substâncias comedogênicas encontradas no sebo e de substâncias tóxicas produzidas por uma densa população de Propionibacterium acnes.
  • Tem sido demonstrado que a reatividade folicular diminui com a idade, especialmente após os 60 anos, devido à presença de uma camada córnea bem desenvolvida no interior dos folículos pilossebáceos.
  • Por fim, ainda permanece um mistério sobre o motivo da involução espontânea da acne. Há apenas a hipótese de que o desenvolvimento de um efetivo extrato córneo, funciona como uma barreira, podendo representar um importante fator neste processo.
Orientações Terapêuticas
  • Devido à oleosidade, pacientes com acne tendem a lavar o rosto frequentemente. Muitos deles são fanáticos, esfregando o rosto com água e sabonete de 8 à 10 vezes ao dia, pois o aspecto das lesões aparenta sujeira.
  • O ato compulsivo da lavagem apenas retira a parte lipídica superficial, que é restaurada após 30 segundos, pois é o sebo contido na parte profunda do folículo que desencadeia a patologia.
Contactantes Externos
  • Substâncias comedogênicas (pomadas, cosméticos, filtros solares e outros medicamentos) apresentam maior efeito em pacientes com acne do que nos que não apresentam esta patologia.
  • Estes produtos químicos induzem à formação de comedões de forma abundante na pele, que conduzem à formação de lesões acneicas.
  • Deve-se procurar utilizar pomadas, cosméticos, filtros solares e outros medicamentos sob a forma de gel ou loções "oil-free".

Algo pode ser feito a respeito da acne

  • Acne é uma condição da pele comum, que acomete várias pessoas, num grau variável e por um período variável, predomina na adolescência, podendo também estar presente na idade adulta.
  • Não pense que por ser comum, o tratamento da acne é desnecessário. Esperar a "resolução espontânea" da acne pode ser um erro, uma vez que com o tratamento pode-se obter uma melhora mais rápida da aparência e prevenir-se do surgimento das cicatrizes.
  • Embora muitos médicos tenham uma experiência razoável no tratamento da acne, o DERMATOLOGISTA é aquele que tem o maior preparo para conduzir o tratamento de todas as variantes desta doença.
  • A acne consiste de cravos (comedões abertos e fechados), espinhas (pústulas) e às vezes dos chamados cistos (nódulos). Acomete mais a face, mas pode estar presente no dorso, tronco e pescoço. Pode ser um problema sério dependendo de sua severidade, deixando muitas vezes, cicatrizes permanentes.
  • O período de susceptibilidade (tempo de predisposição) à acne pode ser de alguns meses até vários anos.
O porquê da acne
  • Pesquisas básicas quanto às causas relacionam sua ocorrência às alterações biológicas que ocorrem nos indivíduos.
  • O aumento dos níveis hormonais na puberdade resulta no aumento das glândulas sebáceas da pele, em consequência do aumento da atividade das glândulas endócrinas, que secretam hormônios, afetando assim as glândulas sebáceas.
  • A pele da pessoa acneica pode responder aos hormônios produzindo os comedões e pústulas. O produto oleoso da glândula sebácea (sebo), posteriormente infectado por bactérias, causa a irritação característica da acne.
  • O desenvolvimento da glândula sebácea é ativado pelo hormônio masculino, a testosterona. Homens e mulheres o produzem, porém as mulheres em menor quantidade.
  • As glândulas têm localização profunda na pele e esvaziam seu conteúdo na superfície corpórea através de uma série de tubos (ductos foliculares). Pêlos estão presentes nestes ductos. Os grandes ductos são visualizados como "poros" na pele.
  • Nas áreas acneicas há um maior número de glândulas sebáceas. A maior parte do óleo formado atinge a superfície da pele.
  • Os comedões são formados pelo material retido, e o sebo pode ainda causar as pústulas. Este material oleoso pode ser alterado por bactérias, causando irritação local.
Comedões abertos e fechados
  • Seu conteúdo, além de sebo, tem também a presença de células cutâneas e de bactérias.
  • A maioria dos comedões abertos não ficam inflamados, provavelmente por serem abertos na sua superfície. Já os comedões fechados, podem sofrer ruptura e causar inflamação com pústulas e nódulos.
  • Uma das ideias errôneas sobre acne é que a mesma é causada por bactérias. Estas têm um papel importante em causar inflamação e de lesar a parede do folículo, embora sejam parte da flora bacteriana normal dos folículos. Elas contêm enzimas que alteram o sebo, e em consequência causa maior irritação.
  • Cabe lembrar que não há cura instantânea ou permanente para a acne, mas muito pode ser feito para seu controle.
Auxílio Médico
  • A acne não deve ser temida como algo sem tratamento, nem tão pouco minimizada, esperando que desapareça aos 21 anos de idade.
  • Há prevenção das cicatrizes de acne, o que auxilia a autoestima das pessoas acometidas. Na maioria dos casos, o tratamento atua de maneira significativa.
  • A acne manifesta-se de várias formas e vários tratamentos estão disponíveis. Uma abordagem individual é necessária para o acompanhamento e evolução da mesma.
  • Além disto, lembre-se que as lesões presentes podem não ser um quadro de acne, mas sim decorrer do uso de perfumes, drogas e outras causas, sendo o médico o único capaz de diagnosticar a condição apresentada.
Limpeza
  • Embora seja comum a orientação para lavar o rosto com frequência, a acne não é uma entidade causada por sujeira. É recomendável lavar o rosto com sabão e água quente, pelo menos duas vezes por dia, mas suavemente para não irritar a pele.
  • Lavar os cabelos frequentemente é também necessário. Evite deixar os cabelos no rosto e / ou fazer uso de óleos nos mesmos.
  • Quanto ao barbear, homens com acne que utilizam gilete, devem ensaboar-se e usar água quente, de modo suave, com menor frequência possível, utilizando lâmina cortante.
Dieta
  • Acne não é primariamente um distúrbio alimentar e as opiniões variam quanto à importância do seu controle. Porém, sabe-se com certeza de que a dieta alimentar por si só não irá controlar sua acne.
  • Algumas pessoas relatam piora da acne após ingestão de certos alimentos, portanto estes devem ser evitados.
Tratamento
  • Muitas loções e cremes estão à venda e ajudam nos casos leves. Entretanto, a maioria destes produzirá ressecamento se usados excessivamente. Se optar por usá-los, siga suas instruções corretamente.
  • Maquiagem não deve ser usada regularmente e aquelas feitas com água são melhores. Porém, todas estas devem ser retiradas antes de deitar-se.
  • Se a acne persistir, mesmo após limpeza diária, procure um Dermatologista. Quanto mais precoce se instituir a terapêutica adequada, menores serão as lesões cutâneas permanentes. Lembre-se que a terapêutica empregada é individual e por isso não utilize prescrições de terceiros.
  • As condutas terapêuticas são várias, mas certamente a manipulação (espremer) está contraindicada. A manipulação imprópria pode "quebrar" as barreiras naturais da pele causando maior inflamação e cicatrizes locais.
  • Os antibióticos são frequentemente prescritos (casos moderados ou severos) para reduzir a flora bacteriana presente no folículo. Podem ser usados via oral ou topicamente, de acordo com o caso.
  • Ainda, o uso de corticosteroide intra-lesional (dentro da lesão), para cistos, pode trazer muitos benefícios.
  • O uso de hormônio feminino (estrógeno) também é feito para os casos de mulheres que não respondem bem ao tratamento, causando diminuição do tamanho da glândula sebácea, e consequente produção diminuída de sebo. Assim, haverá menor surgimento de lesões, porém estrógenos podem causar efeitos colaterais, devendo o seu uso e dosagem serem prescritos pelo médico.
  • Os bons resultados da terapêutica estrogênica são lentos e só se mantêm enquanto utilizada.
  • A luz solar pode causar melhora da acne, e o uso de luz artificial se faz em alguns casos. Lembre-se que a exposição solar excessiva resultará no envelhecimento cutâneo precoce, e eventualmente favorece o surgimento de lesões cancerosas.
Cuidado adequado é necessário
  • Independentemente do tratamento empregado, este deverá ser contínuo até o desaparecimento da tendência de ocorrer acne.
  • Sua personalidade e seu sorriso certamente são os fatores mais importantes para torná-lo(a) mais atraente. Por isso, concentre-se em suas virtudes e siga as orientações médicas, e assim sua acne não será tão perturbadora.
©2018 Net4all
Todos os direitos reservados